Incentivar a comunicação com uma criança autista

Rate this post
A comunicação é o ato de trocar uma mensagem, geralmente entre duas pessoas, de forma vocal ou outra, e começa logo no início da vida. Nas fases iniciais da comunicação, podemos chorar ou balbuciar para nos acalmarmos ou para reagirmos a algo desagradável ou excitante.

Para muitas crianças com autismo, a comunicação e a fala podem desenvolver-se de forma diferente ou mais lentamente. A maior parte deles também tem dificuldade em compreender que a comunicação é utilizada em conjunto com os outros e serve para transmitir uma mensagem. Além disso, algumas crianças com Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) podem desenvolver a linguagem, mas têm dificuldade em compreender como utilizar corretamente a comunicação e, por isso, precisam de aprender especificamente o significado das suas palavras e acções. A forma como as crianças aprendem a comunicar afecta outras áreas do desenvolvimento, incluindo a aprendizagem e o comportamento. Existem formas de encorajar a comunicação com uma criança autista, promovendo simultaneamente o desenvolvimento da linguagem.

 

Como é que encorajas a comunicação com uma criança autista?

Seguem-se algumas estratégias que podem ajudar a promover a comunicação:

 

1. Determina o nível de comunicação do teu filho

É importante conhecer o nível atual de comunicação do teu filho e avançar lentamente para o seu objetivo final. Avançar demasiado depressa e saltar etapas pode levar à frustração, ao desespero ou a comportamentos indesejáveis.

 

2. Mantém as coisas simples

A utilização de uma linguagem demasiado complicada ou de demasiadas palavras pode dificultar a compreensão e a aprendizagem. Começa um pouco mais alto do que o seu filho é atualmente capaz e vai subindo lentamente a partir daí.

 

3. Utiliza os interesses do teu filho

A motivação é uma parte essencial da comunicação e pode ser útil para ensinar o teu filho a pedir algo, a fazer perguntas ou a fazer comentários.

 

4. Dá ao teu filho a oportunidade e o tempo para comunicar ou reagir.

As crianças aprendem a comunicar quando precisam de alguma coisa. Por isso, é importante criar oportunidades para que ele peça objectos ou actividades, colocando-os à vista mas fora do seu alcance. Dá porções da comida pedida ou pedaços de brinquedos para criar oportunidades de repetição e dá-lhe tempo para formular uma resposta.

 

5. Comunica com gestos

As crianças podem aprender a alcançar ou apontar para o que querem. As crianças também podem aprender que, muitas vezes, és atraído por este produto ou atividade por seres atraído pelo que elas querem. Estes gestos podem ser ensinados individualmente ou como uma cadeia de comportamentos para promover a persistência de uma intenção comunicativa.

 

6. Testa as ferramentas digitais

As crianças com autismo podem adquirir competências de comunicação através da tecnologia, nomeadamente através de um sistema de comunicação alternativo, como a aplicação para tablet “Mon Dico”. Esta aplicação ajudá-los-á a melhorar as suas capacidades de comunicação e a aprender a exprimir os seus desejos e necessidades através de palavras e imagens explícitas. Podes personalizar a estante tirando fotografias de todos os objectos que precisas de comunicar: podem ser membros da família, objectos do dia a dia, divisões da casa, etc.

As aplicações COCO PENSA e COCO SE MEXE e Mon Dico também podem ser uma excelente forma de comunicar com o teu filho, ajudando-o a aprender. Os jogos são adaptados, com níveis de dificuldade adequados. A comunicação é frequentemente facilitada através do jogo. Esquece os problemas da vida quotidiana e passa um bom bocado.

E PARA MAIS INFORMAÇÕES

COCO, PARA CRIANÇAS AUTISTAS

 

COCO é um programa adaptado para crianças autistas que oferece uma coleção de jogos educativos e cognitivos. Os níveis de dificuldade crescentes permitem que as crianças progridam ao seu próprio ritmo. É também essencial fazer uma pausa desportiva a cada 15 minutos de tempo de ecrã para evitar a dependência.

ACOMPANHA UMA CRIANÇA AUTISTA

Neste guia, vamos dar-te conselhos práticos sobre como ajudar uma criança com autismo e como estimular e criar laços com ela. Conselhos úteis para o dia a dia para facilitar a vida dos familiares e profissionais que prestam cuidados.

Ler

FERNANDO, PARA ADULTOS AUTISTAS

Adaptado a adultos com autismo, o programa FERNANDO propõe uma série de jogos para desenvolver os conhecimentos, melhorar a concentração e reforçar as capacidades mentais. FERNANDO foi concebido para ser acessível a todos, mantendo-se ao mesmo tempo atento à saúde mental.

APOIAR UM ADULTO COM AUTISMO

Neste guia, damos-te conselhos práticos sobre como apoiar, estimular e criar laços com um adulto com autismo. Conselhos úteis para o dia a dia para facilitar a vida dos familiares e profissionais que prestam cuidados. Exercícios para trabalhar todos os aspectos.

Outros artigos que te podem interessar: