Viajar com uma criança autista: conselhos práticos para umas férias bem sucedidas

Rate this post

Viajar com uma criança autista pode parecer assustador, mas com a preparação certa e conselhos práticos, podes criar umas férias bem sucedidas e gratificantes para toda a família. Neste artigo, damos-te algumas dicas úteis para viajares com uma criança com autismo, focando o planeamento, a comunicação, a utilização da tecnologia e a criação de um ambiente adequado. Estas dicas ajudarão a tornar a tua viagem mais agradável e a garantir o bem-estar do teu filho.

 

Planear a tua viagem

 

O planeamento é essencial quando se trata de viajar com uma criança com autismo. Eis algumas dicas práticas para te ajudar a planear a tua viagem:

  1. Escolher um destino adequado: Informa-te sobre os destinos que oferecem serviços e instalações adaptados a crianças autistas. Alguns locais oferecem programas especiais para crianças com necessidades especiais, o que pode tornar a viagem mais agradável para toda a família.
  2. Prepara o teu filho com antecedência: Informa o teu filho sobre os pormenores da viagem, como a duração, o modo de transporte e as actividades previstas. Utiliza recursos visuais, como fotografias ou pictogramas, para os ajudar a compreender e lhes dar uma sensação de segurança.
  3. Antecipa as necessidades específicas do teu filho: Planeia pausas regulares, leva lanches e bebidas familiares e certifica-te de que tens medicamentos ou equipamento médico suficientes para o teu filho. Isto ajudar-te-á a lidar com situações inesperadas e a reduzir o stress.

 

Comunicação eficaz

 

A comunicação é essencial para garantir uma viagem bem sucedida com uma criança autista. Aqui tens algumas dicas para uma comunicação eficaz:

  1. Utiliza recursos visuais: Os recursos visuais, como calendários, horários ou listas de tarefas, podem ajudar o teu filho a compreender e a antecipar as diferentes fases da viagem. Isto dá-lhe estrutura e faz com que se sinta mais seguro.
  2. Utiliza pictogramas ou aplicações: Os pictogramas e as aplicações especialmente concebidos para crianças autistas podem facilitar a comunicação e a compreensão das instruções. Estas ferramentas visuais podem ser utilizadas para exprimir necessidades, pedir ajuda ou comunicar preferências.
  3. Disponibilizar um meio de comunicação alternativo: Se o seu filho tiver dificuldade em comunicar verbalmente, certifica-te de que dispões de um meio de comunicação alternativo, como um folheto de comunicação, pictogramas ou aplicações de comunicação assistida. Assim, o teu filho poderá exprimir-se e comunicar as suas necessidades durante a viagem.
apoio-visuels-coco-app-enfant-educative-children-ludique-culturel-jeux-jeu-application-entrainement-cerebral-ans-tablette-smartphone

Utiliza a tecnologia quando viajas

 

A tecnologia pode ser uma grande ajuda quando se trata de viajar com uma criança autista. Eis alguns exemplos de ferramentas tecnológicas úteis:

  1. Aplicações para a memória e a organização: Utiliza aplicações móveis especialmente concebidas para ajudar as crianças autistas a lembrarem-se de tarefas, a organizarem os seus horários e a gerirem as suas rotinas. Estas aplicações podem ser utilizadas para criar lembretes visuais, listas de afazeres e horários personalizados.
  2. Ferramentas de distração e de relaxamento: Descarrega aplicações de relaxamento ou de entretenimento adaptadas às crianças autistas. Estas aplicações podem incluir jogos calmos, histórias tranquilizantes ou exercícios de respiração para ajudar o teu filho a relaxar durante os momentos de stress ou de espera.
  3. Utilização de ferramentas digitais na terapia da fala: Se o teu filho está a ter sessões de terapia da fala, informa-te sobre o software ou as aplicações utilizadas pelos terapeutas da fala para a reabilitação da memória e da linguagem. Algumas ferramentas digitais podem ser utilizadas durante a viagem para continuar os exercícios de reabilitação.
jogos educativos para crianças num tablet educativo com controlo parental

Criar um ambiente familiar

 

Criar um ambiente familiar durante a viagem pode ajudar o teu filho autista a sentir-se seguro e a adaptar-se melhor. Aqui tens algumas dicas para criar um ambiente familiar:

  1. Trazer objectos familiares: Encoraja o teu filho a trazer consigo objectos familiares, como os brinquedos preferidos, um cobertor ou uma almofada. Estes objectos familiares podem proporcionar conforto e reduzir a ansiedade associada a um novo ambiente.
  2. Mantém as rotinas e os rituais: Tenta manter, tanto quanto possível, as rotinas e os rituais habituais do seu filho. Isto pode incluir refeições regulares, actividades favoritas antes de dormir ou momentos de calma e relaxamento.
  3. Criar espaços tranquilos: Quando viajares, planeia momentos tranquilos e locais onde o teu filho possa retirar-se para relaxar e descontrair. Pode ser um quarto de hotel sossegado, um canto tranquilo num parque ou um espaço dedicado no veículo.

 

Actividades adaptadas e pausas necessárias

 

Ao planear as actividades durante a viagem, tem em conta as necessidades específicas do teu filho autista. Aqui tens algumas sugestões de actividades adaptadas:

  1. Procura atracções ou actividades adaptadas: Informa-te sobre as atracções locais que oferecem actividades adaptadas a crianças com necessidades especiais. Podes incluir museus sensoriais, parques temáticos com áreas tranquilas ou excursões especiais.
  2. Planeia pausas regulares: As crianças com autismo podem cansar-se rapidamente quando viajam. Planeia intervalos regulares para permitir que o teu filho descanse, relaxe e recarregue as suas baterias. Isto pode incluir pausas em áreas de descanso, parques ou locais tranquilos.
  3. Envolve o teu filho nas actividades de planeamento: Deixa o teu filho participar nas actividades de planeamento, apresentando-lhe diferentes opções e tendo em conta as suas preferências. Isto dá-lhes uma sensação de controlo e envolvimento, o que pode tornar as actividades mais agradáveis.

Viajar com uma criança autista pode ser uma experiência enriquecedora para toda a família. Seguindo estas dicas práticas, podes planear uma viagem bem sucedida, criar um ambiente adequado, utilizar as tecnologias disponíveis e desfrutar de momentos de relaxamento e prazer com a tua família. Não te esqueças de adaptar os teus planos às necessidades específicas do teu filho e de dedicar algum tempo a informares-te sobre os serviços e recursos disponíveis nos destinos que visitares. Desfruta da tua viagem!

COCO PENSA e COCO SE MEXE, jogos educativos e desportivos

Atualmente, FERNANDO é uma aplicação utilizada por crianças autistas em casa ou com um profissional de saúde, que pode ser um terapeuta da fala, um terapeuta ocupacional, um psicólogo ou um terapeuta psicomotor. Todos os profissionais que subscrevem a Fernando podem beneficiar de uma plataforma de monitorização do desempenho baseada na Web. Assim, é possível ver como as pessoas com autismo estão a evoluir e a melhorar, e personalizar os seus cuidados.

A Fernando vai contigo para todo o lado, porque a aplicação não precisa de Wi-Fi para funcionar – só precisas dele para as actualizações.

cocoetcocosport-coco-app-criança-educacional-educacional-crianças-lúdico-cultural-jogos-jogo-aplicação-cerebral-tablet-smartphone-

AS PAUSAS DESPORTIVAS SÃO BENÉFICAS PARA AS CRIANÇAS AUTISTAS

COCO PENSA e COCO SE MEXE também incluem actividades físicas. A cada 15 minutos de tempo de ecrã, a aplicação pára e oferece às crianças jogos físicos.

Esta pausa desportiva tem vários benefícios para as crianças, especialmente as que sofrem de autismo.

A utilização de ecrãs é muito útil e adorada pelas crianças, mas a utilização prolongada pode tornar-se negativa. Com Coco, as crianças podem fazer uma pausa dinâmica, aprendendo a largar o tablet e a praticar uma atividade física, ao mesmo tempo que se divertem.

Todas as actividades físicas são concebidas a pensar nas crianças. Através de jogos de equilíbrio e dança, as crianças aprendem a compreender o seu corpo e a adaptar-se ao seu ambiente. Para crianças com autismo, isto pode ser muito útil para melhorar os padrões motores conhecidos e melhorar a auto-perceção (especialmente quando há hipo ou hipersensibilidade).

Em Coco, há também o jogo “mímica de uma emoção”, em que a criança tem de reproduzir a emoção mostrada no ecrã por Coco. As crianças podem primeiro aprender a dar um nome às suas emoções, a reconhecê-las em si próprias e depois nos outros. Além disso, há uma descrição áudio no jogo que explica a emoção e o que sentes no teu corpo.

Na nossa aplicação educativa FERNANDO, também podes aprender a reconhecer as tuas emoções com o jogo “Mímica das emoções”, na secção FERNANDO. Ao clicares no ponto de interrogação, podes aprender sobre as diferentes emoções para as reconheceres mais facilmente.

Este jogo para imitar emoções também pode ser utilizado como pausa, a cada 15 minutos de tempo de ecrã. A cada 15 minutos, as crianças são convidadas a escolher uma atividade física para uma pausa ativa. E até podes fazer mímica das emoções na altura!

tablet-coco-desporto-educação-positiva-aprendizagem-brincadeira-parentalidade-crianças-felizes-crianças-actividades-crianças-jogos-educacionais-controlo-parental-dynseo

Na nossa aplicação educativa FERNANDO, também podes aprender a reconhecer as tuas emoções com o jogo “Mímica das emoções”, na secção FERNANDO. Ao clicares no ponto de interrogação, podes aprender sobre as diferentes emoções para as reconheceres mais facilmente.

Este jogo para imitar emoções também pode ser utilizado como pausa, a cada 15 minutos de tempo de ecrã. A cada 15 minutos, as crianças são convidadas a escolher uma atividade física para uma pausa ativa. E até podes fazer mímica das emoções na altura!

A SURPRESA

Surpresa significa seres surpreendido por um momento, uma pessoa ou um objeto. Como um presente inesperado!

Quando te surpreendes, abres bem a boca e os olhos.

A CONFUSÃO

A confusão é a perda de ideias devido a um acontecimento, por exemplo. Podes dizer mal o nome de alguém ou de alguma coisa.

Para imitar a confusão, abre bem os olhos, faz um grande som de “Hoo” com a boca e levanta as sobrancelhas.

INSPIRAÇÃO

A inspiração é a nossa capacidade de imaginar e criar coisas como desenhos, poemas e histórias.

Para nos inspirarmos, semicerramos os olhos, coçamos ligeiramente a cabeça com um sorriso e fingimos pintar, escrever ou desenhar.

A AFECÇÃO

Afeto significa ser tocado, ter pensamentos positivos para um amigo, familiar ou animal de estimação.

 

Aqui, sorrimos, pensamos nos bons momentos, podemos dar abraços e beijos uns aos outros e podemos dizer aos nossos amigos que gostamos deles.

.

ENNUI

O tédio está presente quando nos encontramos numa situação que não nos interessa. Não queres ouvir a pessoa que está à tua frente ou não queres fazer alguma coisa.

Para o tédio, sopramos com força, olhamos para cima e para os lados.

DOR

A dor é uma sensação desagradável que pode doer. Um acidente pode provocar dores físicas. A dor também pode ser um sentimento de falta de alguém ou de alguma coisa ou de tristeza.

Para exprimir a dor, erguemos as sobrancelhas, semicerramos os olhos e fazemos uma careta com o rosto.

Descobre a aplicação

COCO PENSA e COCO SE MEXE ©

cocoetcocosport-coco-app-criança-educacional-educacional-crianças-lúdico-cultural-jogos-jogo-aplicação-cerebral-tablet-smartphone-

Apoio às crianças com autismo

Outros artigos que te podem interessar: