Autismo e perturbações do sono: soluções para promover um sono reparador

Rate this post

O autismo é uma perturbação do desenvolvimento que afecta a comunicação, a interação social e o comportamento. As pessoas com autismo podem ter dificuldades em muitos aspectos da sua vida quotidiana, incluindo o sono. As perturbações do sono são comuns nas crianças com autismo, o que pode ter um impacto negativo no seu bem-estar geral. No entanto, existem soluções para ajudar as crianças autistas a terem uma boa noite de sono. Neste artigo, exploramos os problemas de sono associados ao autismo e oferecemos conselhos práticos para ajudar as crianças com autismo a dormir melhor.

 

Distúrbios do sono em crianças autistas

 

As crianças com autismo são mais susceptíveis de ter problemas de sono do que os seus pares neurotípicos. As perturbações do sono podem assumir várias formas, incluindo :

  • Insónias : A insónia é um problema de sono comum nas crianças autistas, caracterizado por dificuldades em adormecer ou em permanecer a dormir durante a noite. Esta luta para iniciar ou manter o sono pode levar a uma perturbação dos padrões de sono, deixando as crianças cansadas e irritáveis durante o dia. Por exemplo, uma criança pode ter períodos prolongados de inquietação ou despertares frequentes durante a noite, o que dificulta uma boa noite de sono.

  • Pesadelos Os pesadelos são outro desafio relacionado com o sono que algumas crianças com autismo podem ter. Estes sonhos vívidos e angustiantes podem perturbar o sono e contribuir para distúrbios noturnos. Os pesadelos podem resultar de uma variedade de factores, incluindo ansiedade elevada, sensibilidades sensoriais ou dificuldades em processar emoções, levando a experiências de sonho perturbadoras que acordam a criança durante o sono.

  • Os distúrbios respiratórios do sono, como a apneia do sono e outros problemas respiratórios, também podem ter um impacto na qualidade do sono das crianças autistas: Estas perturbações

autismo_do_sono_infantil

pode causar interrupções na respiração durante o sono, levando a breves despertares ou períodos de respiração superficial que perturbam o ciclo de sono da criança. Como resultado, as crianças podem ter um sono fragmentado e inquietação. contribui para a sonolência diurna e a fadiga.

  • Perturbações do ritmo circadiano: São comuns nas crianças autistas, afectando a sua capacidade de regular o relógio biológico interno. As crianças com perturbações do ritmo circadiano podem ter dificuldade em sincronizar os seus ciclos de sono-vigília com o ciclo natural dia-noite, o que resulta em padrões de sono irregulares e na dificuldade em manter um horário de sono consistente. Factores como sensibilidades sensoriais, estímulos ambientais e alterações na rotina podem exacerbar as perturbações do ritmo circadiano, dificultando o estabelecimento de padrões de sono saudáveis.

De um modo geral, a resolução dos problemas de sono nas crianças com autismo requer uma compreensão profunda das causas subjacentes e intervenções adequadas para promover um sono reparador. Ao tratar factores como a insónia, os pesadelos, os distúrbios respiratórios do sono e as perturbações do ritmo circadiano, os pais e os prestadores de cuidados podem apoiar a saúde do sono e o bem-estar geral dos seus filhos. Isto pode implicar o estabelecimento de rotinas para a hora de deitar, a criação de um ambiente propício ao sono e a procura de avaliação e tratamento médico para as perturbações do sono subjacentes, para garantir que as crianças com autismo recebem o sono reparador de que necessitam para um desenvolvimento e funcionamento óptimos.

Dicas para te ajudar a ter uma boa noite de sono

 

Há uma série de estratégias e dicas para ajudar as crianças autistas a dormir melhor. Eis algumas recomendações a ter em conta:

 

1. Estabelece uma rotina de sono regular

Estabelecer uma rotina regular de sono é essencial para apoiar o bem-estar das crianças com autismo, uma vez que as ajuda a prepararem-se mental e fisicamente para um sono reparador. A consistência é essencial para definir as horas de deitar e de acordar, uma vez que proporciona estrutura e previsibilidade que podem ajudar a regular o relógio biológico interno da criança. Ao manterem um horário de sono regular, os pais criam uma rotina e uma estabilidade que indicam ao corpo da criança quando é altura de relaxar e de se preparar para dormir.

Para além de regular a hora de deitar e de acordar, é fundamental garantir que o ambiente de sono é propício ao relaxamento. Isto inclui a criação de uma atmosfera calma e relaxante no quarto, sem distracções ou estímulos susceptíveis de perturbar o sono. Por exemplo, os pais podem diminuir as luzes, reduzir os níveis de ruído e retirar os aparelhos electrónicos do quarto para minimizar os estímulos sensoriais e incentivar o relaxamento.

Além disso, a incorporação de rituais de deitar relaxantes na rotina do sono pode melhorar ainda mais a capacidade da criança para relaxar e preparar-se para dormir. Estes rituais podem incluir actividades como ler uma história para adormecer, ouvir música relaxante ou fazer exercícios de alongamento suaves. Ao praticar estas actividades calmantes de forma consistente antes da hora de deitar, os pais podem ajudar a sinalizar ao corpo da criança que está na altura de passar da vigília para o sono.

Além disso, é essencial estabelecer uma rotina consistente antes da hora de dormir que encoraje o relaxamento e sinalize à criança que a hora de dormir se aproxima. Isto pode envolver actividades como tomar um banho quente, praticar exercícios de respiração profunda ou participar em actividades lúdicas tranquilas. Ao seguir a mesma sequência de actividades calmantes todas as noites, os pais podem ajudar as crianças a associar estas rotinas à hora de dormir, tornando mais fácil para elas relaxar e adormecer.

De um modo geral, o estabelecimento de uma rotina regular de sono que inclua horas de deitar consistentes, um ambiente de sono relaxante e rituais de sono calmantes pode beneficiar muito as crianças autistas, promovendo uma melhor qualidade de sono e um bem-estar geral. Ao dar prioridade à higiene do sono e ao criar uma rotina de sono estruturada, os pais podem apoiar a saúde do sono dos seus filhos e contribuir para o seu desenvolvimento e funcionamento geral.

 

2. Criar um ambiente propício ao sono

Criar um ambiente propício ao sono é crucial para promover um sono reparador nas crianças com autismo. Certifica-te de que o quarto do teu filho é calmo, escuro e confortável para minimizar as perturbações que podem perturbar o sono. Utiliza ferramentas como cortinas opacas para bloquear a luz exterior, luzes de presença suaves para uma iluminação suave e objectos reconfortantes como brinquedos de peluche para proporcionar uma sensação de segurança e conforto. Ao otimizar o ambiente de sono desta forma, podes ajudar o teu filho a relaxar e a adormecer mais facilmente, contribuindo para uma melhor qualidade do sono e um maior bem-estar geral..

 

3. Incentiva o relaxamento antes de te deitares

Promover o relaxamento antes de dormir é essencial para preparar as crianças autistas para uma noite de sono tranquila. Praticar uma variedade de actividades relaxantes antes de dormir pode ajudar a criar uma atmosfera serena propícia ao relaxamento. Considera incorporar actividades como ler livros tranquilos, ouvir música suave e tranquilizante ou orientar o seu filho através de exercícios de respiração profunda. Ao adotar estes rituais calmantes como parte da sua rotina nocturna, os pais podem cultivar um ambiente pacífico que promove o relaxamento e melhora a qualidade do sono dos seus filhos autistas.

4. Limita a estimulação dos ecrãs antes de te deitares

A exposição à luz azul emitida pelos ecrãs, incluindo televisores, smartphones e tablets, pode perturbar significativamente os padrões de sono, sobretudo nas crianças. Recomenda-se vivamente que limites o tempo de ecrã antes de te deitares para reduzir estes efeitos. A implementação de uma rotina sem ecrãs nas horas que antecedem o sono pode promover eficazmente o relaxamento e preparar o cérebro para um sono reparador. Em vez de actividades baseadas no ecrã, encoraja actividades calmantes, como ler um livro, jogar jogos tranquilos ou praticar técnicas de relaxamento. Ao substituir o tempo de ecrã por estas actividades calmantes, podes ajudar o teu filho a relaxar e a entrar suavemente no modo de sono. Além disso, considera a possibilidade de estabelecer uma rotina consistente para a hora de dormir, que sinalize ao cérebro que está na hora de relaxar. Isto pode incluir actividades como apagar as luzes, tomar um banho quente ou ouvir música relaxante. Ao dar prioridade a uma rotina de deitar sem ecrãs, podes encorajar melhores hábitos de sono e apoiar o bem-estar geral do teu filho.

vício crianças tablet jogos dynseo coco

5. Promove a atividade física regular

Incentivar a atividade física regular pode ajudar a regular o sono das crianças autistas. As actividades ao ar livre oferecem uma série de benefícios que vão para além da simples queima de energia. Proporcionam experiências multissensoriais que estimulam diferentes sentidos e ajudam as crianças a ligarem-se à natureza, acalmando o seu sistema nervoso. Actividades como correr, saltar ou andar de bicicleta não só proporcionam exercício, como também libertam a energia acumulada, promovendo um sono mais profundo. Brincar ao ar livre também expõe as crianças à luz natural, regulando o seu relógio interno e promovendo ciclos saudáveis de sono e vigília. Além disso, as actividades ao ar livre oferecem oportunidades de interação social e de exploração sensorial, melhorando o desenvolvimento geral. Programar sessões regulares de brincadeira ao ar livre ao longo do dia pode integrar a atividade física na sua rotina, melhorando os padrões de sono e o bem-estar geral.

 

6. Considera as intervenções médicas

Em alguns casos, podem ser necessárias intervenções médicas para tratar as perturbações do sono nas crianças autistas. Consulta um profissional de saúde especializado em autismo para discutir as opções disponíveis, como a terapia comportamental ou a medicação.

Os distúrbios do sono são comuns nas crianças autistas, mas existem soluções para as ajudar a ter uma boa noite de sono. Estabelecendo uma rotina regular de sono, criando um ambiente propício ao sono, encorajando o relaxamento antes de deitar, limitando a estimulação dos ecrãs, promovendo a atividade física regular e considerando a intervenção médica, se necessário, os pais podem ajudar os seus filhos autistas a ter um sono de melhor qualidade. É importante que consultes um profissional de saúde especializado em autismo para obteres conselhos personalizados e adaptados a cada criança.

COCO PENSA e COCO SE MEXE, jogos educativos e desportivos

Atualmente, FERNANDO é uma aplicação utilizada por crianças autistas em casa ou com um profissional de saúde, que pode ser um terapeuta da fala, um terapeuta ocupacional, um psicólogo ou um terapeuta psicomotor. Todos os profissionais que subscrevem a Fernando podem beneficiar de uma plataforma de monitorização do desempenho baseada na Web. Assim, é possível ver como as pessoas com autismo estão a evoluir e a melhorar, e personalizar os seus cuidados.

A Fernando vai contigo para todo o lado, porque a aplicação não precisa de Wi-Fi para funcionar – só precisas dele para as actualizações.

cocoetcocosport-coco-app-criança-educacional-educacional-crianças-lúdico-cultural-jogos-jogo-aplicação-cerebral-tablet-smartphone-

AS PAUSAS DESPORTIVAS SÃO BENÉFICAS PARA AS CRIANÇAS AUTISTAS

COCO PENSA e COCO SE MEXE também incluem actividades físicas. A cada 15 minutos de tempo de ecrã, a aplicação pára e oferece às crianças jogos físicos.

Esta pausa desportiva tem vários benefícios para as crianças, especialmente as que sofrem de autismo.

A utilização de ecrãs é muito útil e adorada pelas crianças, mas a utilização prolongada pode tornar-se negativa. Com Coco, as crianças podem fazer uma pausa dinâmica, aprendendo a largar o tablet e a praticar uma atividade física, ao mesmo tempo que se divertem.

Todas as actividades físicas são concebidas a pensar nas crianças. Através de jogos de equilíbrio e dança, as crianças aprendem a compreender o seu corpo e a adaptar-se ao seu ambiente. Para crianças com autismo, isto pode ser muito útil para melhorar os padrões motores conhecidos e melhorar a auto-perceção (especialmente quando há hipo ou hipersensibilidade).

Em Coco, há também o jogo “mímica de uma emoção”, em que a criança tem de reproduzir a emoção mostrada no ecrã por Coco. As crianças podem primeiro aprender a dar um nome às suas emoções, a reconhecê-las em si próprias e depois nos outros. Além disso, há uma descrição áudio no jogo que explica a emoção e o que sentes no teu corpo.

Na nossa aplicação educativa FERNANDO, também podes aprender a reconhecer as tuas emoções com o jogo “Mímica das emoções”, na secção FERNANDO. Ao clicares no ponto de interrogação, podes aprender sobre as diferentes emoções para as reconheceres mais facilmente.

Este jogo para imitar emoções também pode ser utilizado como pausa, a cada 15 minutos de tempo de ecrã. A cada 15 minutos, as crianças são convidadas a escolher uma atividade física para uma pausa ativa. E até podes fazer mímica das emoções na altura!

tablet-coco-desporto-educação-positiva-aprendizagem-brincadeira-parentalidade-crianças-felizes-crianças-actividades-crianças-jogos-educacionais-controlo-parental-dynseo

Na nossa aplicação educativa FERNANDO, também podes aprender a reconhecer as tuas emoções com o jogo “Mímica das emoções”, na secção FERNANDO. Ao clicares no ponto de interrogação, podes aprender sobre as diferentes emoções para as reconheceres mais facilmente.

Este jogo para imitar emoções também pode ser utilizado como pausa, a cada 15 minutos de tempo de ecrã. A cada 15 minutos, as crianças são convidadas a escolher uma atividade física para uma pausa ativa. E até podes fazer mímica das emoções na altura!

tablet-surpresa-coco-movimenta-o-mimo-emoção-entender-aprender-emoções-surpresa

A SURPRESA

Surpresa significa seres surpreendido por um momento, uma pessoa ou um objeto. Como um presente inesperado!

Quando te surpreendes, abres bem a boca e os olhos.

A CONFUSÃO

A confusão é a perda de ideias devido a um acontecimento, por exemplo. Podes dizer mal o nome de alguém ou de alguma coisa.

Para imitar a confusão, abre bem os olhos, faz um grande som de “Hoo” com a boca e levanta as sobrancelhas.

INSPIRAÇÃO

A inspiração é a nossa capacidade de imaginar e criar coisas como desenhos, poemas e histórias.

Para nos inspirarmos, semicerramos os olhos, coçamos ligeiramente a cabeça com um sorriso e fingimos pintar, escrever ou desenhar.

A AFECÇÃO

Afeto significa ser tocado, ter pensamentos positivos para um amigo, familiar ou animal de estimação.

Aqui, sorrimos, pensamos nos bons momentos, podemos dar abraços e beijos uns aos outros e podemos dizer aos nossos amigos que gostamos deles.

.

ENNUI

O tédio está presente quando nos encontramos numa situação que não nos interessa. Não queres ouvir a pessoa que está à tua frente ou não queres fazer alguma coisa.

Para o tédio, sopramos com força, olhamos para cima e para os lados.

DOR

A dor é uma sensação desagradável que pode doer. Um acidente pode provocar dores físicas. A dor também pode ser um sentimento de falta de alguém ou de alguma coisa ou de tristeza.

Para exprimir a dor, erguemos as sobrancelhas, semicerramos os olhos e fazemos uma careta com o rosto.

Descobre a aplicação

COCO PENSA e COCO SE MEXE ©

cocoetcocosport-coco-app-criança-educacional-educacional-crianças-lúdico-cultural-jogos-jogo-aplicação-cerebral-tablet-smartphone-

Apoio às crianças com autismo

E PARA MAIS INFORMAÇÕES

COCO, PARA CRIANÇAS AUTISTAS

 

COCO é um programa adaptado para crianças autistas que oferece uma coleção de jogos educativos e cognitivos. Os níveis de dificuldade crescentes permitem que as crianças progridam ao seu próprio ritmo. É também essencial fazer uma pausa desportiva a cada 15 minutos de tempo de ecrã para evitar a dependência.

ACOMPANHA UMA CRIANÇA AUTISTA

Neste guia, vamos dar-te conselhos práticos sobre como ajudar uma criança com autismo e como estimular e criar laços com ela. Conselhos úteis para o dia a dia para facilitar a vida dos familiares e profissionais que prestam cuidados.

Ler

FERNANDO, PARA ADULTOS AUTISTAS

Adaptado a adultos com autismo, o programa FERNANDO propõe uma série de jogos para desenvolver os conhecimentos, melhorar a concentração e reforçar as capacidades mentais. FERNANDO foi concebido para ser acessível a todos, mantendo-se ao mesmo tempo atento à saúde mental.

APOIAR UM ADULTO COM AUTISMO

Neste guia, damos-te conselhos práticos sobre como apoiar, estimular e criar laços com um adulto com autismo. Conselhos úteis para o dia a dia para facilitar a vida dos familiares e profissionais que prestam cuidados. Exercícios para trabalhar todos os aspectos.

Outros artigos que te podem interessar: