Rate this post

A flexibilidade cognitiva é um aspecto importante do nosso cérebro que nos permite adaptar-nos a situações novas e em mudança. Está intimamente ligado a outras funções cognitivas, tais como memória de trabalho, atenção e inibição. Neste artigo vamos explorar o que é a flexibilidade cognitiva, como funciona e como pode ser melhorada em qualquer idade.

 

O que é a flexibilidade cognitiva?

 

A flexibilidade cognitiva é a capacidade de mudar as perspectivas mentais e de se adaptar a situações novas ou em mudança. É também conhecida como flexibilidade mental ou plasticidade mental. Está intimamente relacionado com outras funções cognitivas, uma vez que requer uma troca de informação.

 

A flexibilidade cognitiva é importante para a resolução de problemas e para a tomada de decisões eficaz. Permite-lhe considerar diferentes perspectivas e soluções para um determinado problema e encontrar a que melhor se adapta à situação. É também importante para a flexibilidade comportamental, que se refere à capacidade de adaptação a situações sociais e de mudar o comportamento de acordo com as exigências da situação.

 

Flexibilidade cognitiva nas crianças

 

A flexibilidade cognitiva é uma habilidade que se desenvolve ao longo da infância. As crianças com boa flexibilidade cognitiva estão mais bem equipadas para resolver problemas e adaptar-se a situações novas ou inesperadas.

 

As crianças podem desenvolver a sua flexibilidade cognitiva jogando jogos que encorajam o pensamento criativo e a resolução de problemas. Actividades que envolvem planeamento e tomada de decisões, tais como jogos de papéis, podem também ajudar a desenvolver a flexibilidade cognitiva.

 

Flexibilidade cognitiva em adultos e seniores

 

A flexibilidade cognitiva continua a desenvolver-se ao longo da idade adulta, mas pode diminuir com a idade. Adultos e idosos com boa flexibilidade cognitiva estão melhor equipados para se adaptarem às mudanças nas suas vidas profissionais e pessoais, e para manterem uma boa saúde mental.

 

A flexibilidade cognitiva pode ser estimulada em adultos e idosos, encorajando a prática de meditação, yoga, actividades artísticas e criativas, e promovendo a aprendizagem ao longo da vida. As actividades que envolvem a aprendizagem de novas competências ou a resolução de problemas podem ajudar a manter e melhorar a flexibilidade cognitiva. Como em qualquer função cognitiva, também para a flexibilidade cognitiva, o treino do cérebro é muito útil.

 

Perturbações cognitivas de flexibilidade

Acompanhamento de um doente de Alzheimer

 

As pessoas com doença de Alzheimer podem beneficiar de exercícios de estimulação cognitiva para manter a sua flexibilidade cognitiva. As pessoas com ASD e esquizofrenia podem beneficiar de terapias comportamentais que as ajudam a desenvolver a flexibilidade cognitiva.

Como melhorar a flexibilidade cognitiva

 

É possível melhorar a flexibilidade cognitiva em qualquer idade. Aqui estão alguns métodos para estimular esta função cognitiva:

 

  • A prática regular de meditação ou yoga pode ajudar a melhorar a flexibilidade cognitiva. Estas práticas encorajam a concentração, auto-consciencialização e regulação emocional, todas as competências relacionadas com a flexibilidade cognitiva.
  • As actividades artísticas e criativas, tais como pintura, escultura ou música, podem também ajudar a melhorar a flexibilidade cognitiva. Estas actividades estimulam a criatividade e encorajam a exploração de novas ideias e perspectivas.
  • Aaprendizagem ao longo da vida é outra forma eficaz de melhorar a flexibilidade cognitiva. Aprender novas competências ou descobrir novas informações estimula o cérebro e pode ajudar a melhorar a flexibilidade cognitiva.
  • Os jogos de tabuleiro, puzzles e jogos de vídeo também podem ajudar a melhorar a flexibilidade cognitiva. Estas actividades estimulam a resolução de problemas, a atenção e a memória de trabalho, todas as competências relacionadas com a flexibilidade cognitiva.
  • Finalmente, a prática da atenção pode ajudar a melhorar a flexibilidade cognitiva. A atenção tem a ver com estar plenamente consciente do momento presente, sem julgamento. Esta prática encoraja a concentração, a auto-consciencialização e a regulação emocional, todas as competências relacionadas com a flexibilidade cognitiva.

 

Em conclusão, a flexibilidade cognitiva é uma função cognitiva importante que nos permite adaptarmo-nos a situações novas e em mudança. Está intimamente ligado a outras funções cognitivas, tais como memória de trabalho, atenção e inibição. A flexibilidade cognitiva pode ser melhorada em qualquer idade através de actividades como a meditação, actividades artísticas, aprendizagem ao longo da vida, jogos de tabuleiro e a atenção. Ao manter os nossos cérebros activos e estimulados, podemos manter e melhorar a nossa flexibilidade cognitiva ao longo das nossas vidas.

FERNANDO, o seu treinador cerebral

Programas de formação de cérebros

 

Há muitas maneiras de exercitar a sua memória e funções cognitivas. A prática diária de exercícios cerebrais reduz o risco de perturbações neurológicas, uma vez que alguns programas actuam sobre todas as funções cognitivas.

O programa de formação cerebral FERNANDO foi concebido especificamente para adultos para manter o cérebro saudável através de exercícios cerebrais divertidos e desafiantes. Tem mais de 30 jogos cognitivos e concentração, foco, reflexos, linguagem e muitas outras funções cognitivas.

Sudoku

 

Neste jogo tem de resolver a grelha do clássico jogo sudoku.

Cada jogo tem uma grelha diferente, pelo que é necessário adaptar-se às figuras presentes e às suas posições. Para encontrar a solução certa utiliza-se a lógica e é preciso armazenar e manipular a informação.

Sudoku Chiffres Logique Joe Jeux Cognition Entrainementcerebral Tablette Stimulation Cerveau Adultes Seniors, DYNSEO

TREINAR COM O SEU TREINADOR CEREBRAL FERNANDO

fernando memoria

Fernando, o seu treinador cerebral

Fernando é uma aplicação com mais de 25 jogos para estimular as funções cognitivas. Cada jogo tem 3 níveis de dificuldade para que possa adaptar a actividade às suas capacidades e necessidades.

Fernando trabalha sem wifi, por isso pode utilizá-lo em casa sempre que quiser. Pode manter o seu cérebro activo e estimular as funções cognitivas que também são estimuladas durante a remediação cognitiva.

Outros artigos que lhe possam interessar: